As postagens desse blog são em caráter informal e de apego ao saber popular, com seu entusiasmo, exageros, ingenuidade, acertos ou erros.

domingo, 1 de maio de 2011

A Igreja de São José de Macapá

É o monumento mais antigo da cidade, 
sua construção data do século XVIII.
Observamos a simplicidade dos traços da igreja, com duas janelas e uma porta na frente (nesta foto antiga, a igreja ainda conservava a arquitetura original). A época era dos lampiões, como se vê ao lado esquerdo. (Foto: Acervo da Biblioteca da Prefeitura Municipal de Macapá
Mendonça Furtado   
Fundador da Vila 
de São José de Macapá
A origem da Igreja está ligada à origem da própria Vila de São José de Macapá, fundada pelo então governador da Capitania do Grão-Pará, FRANCISCO XAVIER DE MENDONÇA FURTADO, em 1758.
Estabelecida a Vila, ao mesmo tempo foi criada a paróquia do mesmo nome, pelo Bispo FREI MIGUEL DE BULHÕES e lançada sua pedra fundamental, pelo primeiro vigário da paróquia Padre ÂNGELO DE MORAIS.  
Antigos prédios na atual Av. Mário Cruz, entre Ruas Cândido Mendes e Binga Uchoa, vendo-se a Intendência à esquerda e a Igreja de São José aos fundos. (Foto: Acervo da Biblioteca da Prefeitura Municipal de Macapá)
As plantas da Igreja foram traçadas pelo sargento-mor MANOEL PEREIRA DE ABREU e aprovadas pelo engenheiro ANTÔNIO JOSÉ LANDI, que acompanhava o governador da capitania, em seus trabalhos de demarcação do espaço português, na região.  
Aspecto da Igreja de São José de Macapá e do primeiro Coreto da Praça da Matriz, em madeira. Notam-se as alterações na estrutura arquietônica referentes às janelas e porta da frente. (Foto: Acervo da Biblioteca da Prefeitura Municipal de Macapá)

A inauguração da Igreja foi em 06 de março de 1761 e sua construção é um exemplo do estilo de arquitetura que os jesuítas trouxeram da Europa, ainda no século XVI. Algumas modificações, na estrutura do prédio, foram realizadas após a chegada dos padres do PIME (Pontifício Instituto das Missões Estrangeiras), em 1948.
(Foto: Rua São José e antiga Casa do Padres / Acervo da Biblioteca da Prefeitura Municipal de Macapá)
Foto: alcilenecavalcante.com.br
A localização da Igreja está no que seus antigos moradores chamam de “Beco do Formigueiro”, pois, na época em que Macapá era apenas um povoado, lá existia um imenso formigueiro. Acredita-se também que o "Formigueiro" tem esse nome por ter concentrado um aglomerado de casas, todas muito próximas umas das outras, um verdadeiro formigueiro.  

 Foto do porta-retrato-ap.blogspot.com e pintura de Olivar Cunha

Arraial da Festa de São José
(Foto: Acervo da Biblioteca da Prefeitura Municipal de Macapá)
Praça Veiga Cabral, em frente à igreja. (Foto do alcinea.com) 
Vista da Pedra de Manganês na Praça Veiga Cabral. No lado direito da igreja encontramos a Biblioteca Pública e do lado esquerdo uma livraria que tem publicações da Editora Paulina e artigos religiosos. (Foto: Rogério Castelo)
Foto: Rogério Castelo
Devido a religiosidade do povo amapaense, não se concebe Macapá sem a sua tradicional Igreja de São José, campo de ação catequética do missionário padre Júlio Maria Lombaerd entre 1913 e 1923, a princípio com coadjutor, depois como vigário definitivo. Seu interior é todo pintado de branco, o estilo arquitetônico é o inaciano. A igreja leva o nome do santo padroeiro da cidade, nela realiza-se a maior festa religiosa, em 19 de março, dia de São José, com missas, ladainhas e outros rituais católicos. Em volta da igreja monta-se barracas para o arraial com leilões e venda de doces. O atrativo não consta na programação das agencias de viagens, sendo visitado freqüentemente pela população do município nos dias de celebração de missas.

Foto: Maycon de Azevedo
(Fé do povo)
Em razão da igreja não conter tantas pessoas, foi construída uma nova catedral no terreno em frente ao cemitério da Conceição (Centro). A inauguração foi em 19/03/2006 (Dia de São José) e reuniu cerca de três mil pessoas. As obras da igreja foram iniciadas em 1996 e contaram com a contribuição financeira do Governo do Estado, de empresas e fiéis. Destaca-se na construção uma enome estátua de São José (devoção dos católicos) e um cruzeiro onde se situam os sinos. A igreja é ampla e ocupou todo o terreno até então ermo.
Foto antiquíssima do terreno onde foi costruída a nova catedral. Observamos que a cidade concentrava-se nas adjacências da Igreja e Fortaleza. (Foto: Acervo da Biblioteca da Prefeitura Municipal de Macapá)
Nova Catedral. No detalhe, o cruzeiro onde foram instalados os sinos (Foto: Sandra Lima)
Estátua de São José em frente a igreja - símbolo de devoção. (Foto: Sandra Lima )
Que bom se todos nós voltássemos a Jesus Cristo:
O CAMINHO, AVERDADE E AVIDA.
Foto: Rogério Castelo
Fontes consultadas: